Brasil: tudo pronto para as Olimpíadas do Rio 2016

No meio de uma intensa polêmica, a cidade mais emblemática do Brasil deve estar pronta para cumprir com as expectativas que suscitam as Olimpíadas do Rio, que terão início no próximo dia 5 de agosto. Todos trabalham contra o tempo e parece que o Rio está quase pronta para receber os primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul.
A verdade é que o Rio, a “cidade do futuro” não tem atravessado uma de suas melhores fases, após os últimos acontecimentos: a epidemia pelo vírus do Zika, a recessão econômica, as múltiplas acusações de doping de vários atletas e a destituição do presidente do país, Dilma Rousseff, o que provocou que não venha a estar presente na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos. Como resultado de todos esses acontecimentos, a reputação do Brasil caiu bruscamente e fez com que muita gente se perguntando se foi boa ideia a escolha da cidade brasileira para a celebração dos jogos OLÍMPICOS de 2016.
Quanto ao vírus Zika, o qual está afetando não só as mulheres grávidas, mas também aos atletas e visitantes, parece que ela está sob controle, segundo a organização, que acrescenta ainda que as condições climáticas da estação seca e no inverno em que se encontra o Rio beneficiam a extinção de mosquitos.
Em relação às especulações de que o Rio não era para estar pronta em agosto, para o evento, o governo garante que já estão terminadas cerca de 95% das obras planejadas, incluindo o Parque Olímpico e só restam pendentes algumas obras para a melhoria do transporte e outras instalações desportivas. O investimento do projeto foi de 9,1 mil milhões de libras, muito menos do orçamento de que dispunha Londres no momento, e além disso, cerca de 58% são de origem privada.
Apesar da situação complicada e os obstáculos que surgiram, os brasileiros sentem-se orgulhosos da escolha do Rio para os jogos. A cidade tem a modernizar as suas infra-estruturas, nomeadamente o sistema de transporte, embora a linha de metrô da Barra da Tijuca, bairro olímpico, ainda não está terminada e se espera que não esteja pronta até 4 dias antes da cerimônia de abertura.
Foram muitas as vozes céticas que colocaram em dúvida a disposição do país para sediar os jogos OLÍMPICOS de 2016, mas seus cidadãos vêem na celebração das Olimpíadas uma oportunidade para sair à frente, graças à afluência de turistas e o aumento de receitas, o que representa um evento de tal magnitude, uma oportunidade para retomar o crescimento econômico que vivia o país, até há poucos anos.

Posted in Sem categoria